ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Guest Post: Ser ou não ser... Eis a questão????

 
Há tempos já me sentia um tradutor. Não por conta da experiência (mesmo por que alguns meses com exclusividade neste trabalho não posso me classificar como experiente), mas pelo fato de que por seis meses (sim, seis meses) eu trabalhei  única e exclusivamente com tradução.

Antigamente, tinha a tradução como bico (que feio), tinha um trabalho regular e traduzia esporadicamente (todos sabem o que é bico, não é?). Só que, por seis (maravilhosos) meses eu fui tradutor, e só tradutor. Infelizmente não consigo ainda ter a tradução como minha renda maior, minha renda de sustento. Então, qual será a solução?
Um bico.
Sim, o que antes era bico, hoje se torna meu trabalho principal, e o bico... Bem, sem comentários.
Agora vem a dúvida... O que sou eu? Para onde vou eu? Qual caminho seguirei eu?

Não sei como me auto-nominar, não. Sou um tradutor que faz bico, infelizmente. Chegará um tempo (espero que não demore muito) em que serei apenas tradutor, mesmo com as caras feias que fazem quando me perguntam o que faço da vida e eu respondo todo orgulho... SOU TRADUTOR.

Agora quando me perguntarem, o que faz da vida... Continuarei a responder, SOU TRADUTOR, e também faço bico (sim, baixinho, bem baixinho).

Enquanto isso eu continuo a me aventurar por este mundo mágico, fantástico, cheio de altos e baixos, correrias, maluquices que é a tradução...
 
 
*Texto enviado por um leitor! Deseja enviar um também? Saiba aqui como.
E você? Sente-se em uma situação parecida?

Nenhum comentário