ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Artigo contesta palavras intraduzíveis

No artigo "s fairness untranslatably English?", a revista britânica The Economist questiona a intraduzibilidade de palavras propagadas pelo mundo afora.

Statements of the “no word for” type have two potential implications. One is that “Society X has been without item A for so long that it has no word for it.” Language reflects society, in this view. The other possibility makes language the cause rather than the effect: “Because society X lacks word A, its members are unable to understand A.”

A afirmação acima parece definir bem quando se diz por aí que o português é a única língua a ter uma palavra para definir "saudade". Ora, e o que dizer em alemão que temos "Heimweh" e "vermissen"? É claro que, independente de ter uma palavra específica para definir o sentimento, todos sentem saudades, de alguém, de casa, ou de fazer algo.

Vale a pena a leitura completa aqui.

Nenhum comentário