Header Ads

A TRADUÇÃO-LOCALIZAÇÃO DE MARCAS


Parte da reflexão que fiz durante meu projeto de curso de Tradução, na Universidade de Brasília (UnB), em 2011 e que tive o prazer de apresentar durante a V Conferência Brasileira de Tradutores do ProZ.com foi formalizada em um artigo para o segundo volume da Revista Belas Infieis sobre tradução.


A discussão sobre a tradução de marcas ganha atenção no mercado mundial, no qual empresas querem conquistar mercados novos em territórios estrangeiros. Constata-se que a marca é decisiva para a aceitação ou não de produtos por parte de futuros consumidores. Visto que mercados têm diferentes perfis, a obtenção de um efeito equivalente dessa marca tem demonstrado ser possível pela estratégia da localização desse item da embalagem. A localização da marca pode levar em consideração diferentes fatores, visto que grupos distintos em termos de cultura e língua têm demandas e necessidades distintas. Para tal, empresas visam a contratação de profissionais especializados que desenvolvam estudos sobre hábitos e costumes de uma determinada região. Diferentes fatores a serem observados na localização incluem: interesses individuais dos consumidores globais, o grau de tolerância de uma comunidade a línguas estrangeiras, cores da embalagem, a capacidade do consumidor para pronunciar os nomes de marcas estrangeiras, preferências culturais quanto aos tipos de nomes, se soam mais técnicos ou não, por exemplo, entre outros.

No momento, estou aprofundando a reflexão sobre tradução de redes sociais. Caso tenha interesse, acompanhe o blogue e a página do Ecos no Facebook!

Leia o artigo completo aqui.

Um comentário

N. Rodrigues disse...

Interessantíssima a reflexão sobre a tradução de redes sociais. Como tradutora oficial de duas delas, ficarei de olho no seu grupo no Facebook :)

Tecnologia do Blogger.